Só Templates

FACEBOOK

Bru

TWITTER

Bru

BLOGS

Power of Steel



segunda-feira, 22 de março de 2010








MAHLER


Essa tag tava hiper, super cheia de teias de aranha rs, mas meu (Bru)futuro marido e amor da minha vida (pq não aproveitar a oportunidade para uma declaração sincera rs?)estava faz algum tempo querendo falar do Mahler (assim eu meio que o convidei rs). Explicando o Thi (Thiago)por muito tempo fez aulas de guitarra e depois aulas na Fundação das Artes de São Caetano, hj ele está parado com a música mas como tem uma memória ótima fez um post para nós sobre esse excelente compositor ^^ Espero que vcs gostem!! E tratem meu pequeno bem hein rsrsrs?(namorada super protetora rsrsrs)- Brincadeira vcs sempre são os melhores, eu sempre falo né? hehehe! Então com vcs nosso convidado:

Olá a todos farofeiros de plantão, aqui quem vos fala é o Thiago, namorado da Bruna (a dona do blog), fui convidado pela mesma para fazer um post, e como aqui o assunto é cultura européia, vou escrever algumas palavras sobre um dos maiores compositores e regentes que esse planeta já abrigou, este ser se chama Gustav Mahler, e outro motivo para esse post é que este ano se completam 150 de seu nascimento.


Mahler é natural da Boêmia território que hoje corresponde à boa parte da República Tcheca, ele nasceu em 7 de julho de 1860, e se tornou o mais velho entre os 13 filhos da família Mahler (isso por que o primogênito da família, morrerá antes mesmo de Mahler nascer). Aos 6 anos começou a sua caminhada musical, tendo aulas de piano, aos 9 começou a dar aulas para um garoto ainda mais novo, e no ano seguinte deu seu primeiro recital no teatro de Jihlava.


Em 1871 Mahler se mudou para Praga, para estudar no Gymnasium de Praga, e lá ficou hospedado na casa da família Grünfeld, onde fora muito maltratado e ainda presenciou uma cena de sexo entre uma criada e um dos filhos dos Grünfeld, coisa que o marcou para a vida inteira. Sabendo disso seu pai o fez retornar para casa, e em 1875 o enviou-o para Viena para estudar no famosíssimo conservatório da cidade, onde permaneceu por 3 anos.


Nessa época, Mahler tinha alguns alunos de piano, e começava a ser minimamente reconhecido como um compositor. Em 1878 ele recebeu seu diploma do conservatório de Viena, e partir daí começou há dividir seu tempo entre dar aulas, a reger orquestras e a estudar por conta própria filosofia e história da pintura (Mahler era um artista completo, se interessava por praticamente todas manifestações artística e assuntos intelectuais em geral). Na década de 1880 Mahler se firmou como um grande regente, trabalhando em diversos países da Europa. Em Setembro de 1888, Mahler assumiu como diretor da Ópera Real de Budapeste, onde teve grande liberdade para trabalhar, além da responsabilidade de salvar a companhia da falência.

Manuscrito da 10º Sinfonia

Seu trabalho com a Ópera Real foi coroado de êxito e ele mostrou ser, além de grande regente, um excelente administrador. O público e o lucro da companhia aumentaram extraordinariamente. Em 1891 Mahler se muda para Hamburgo, onde permanece por 6 anos e em 1897 se muda novamente para Viena, onde passa a ser regente e subdiretor da Ópera da Corte de Viena, em Viena Gustav permanece por 10 anos, e por muitos essa é considerada a melhor fase de sua carreira. Apesar de ser um exímio maestro Mahler nunca deixou de compor, mas suas sinfonias não pareciam serem muito bem recebidas pela crítica da época.

Mahler conduzindo a 9º Sinfonia Symphony in Strasbourg, France - 1905)

Em 1907, Mahler descobriu que tinha uma doença cardíaca (infective endocarditis) e perdeu o emprego na Ópera. Sua demissão foi em parte provocada pela reação da imprensa anti-semita, principalmente após uma tentativa fracassada de promover a sua música. Depois que saiu da Ópera de Viena, Mahler aceitou um convite para dirigir a Ópera Metropolitana de Nova Iorque (Metropolitan Opera). Em 21 de Dezembro de 1907 ele chegou a Nova Iorque. Sua estréia no Metropolitan ocorreu em 1 de Janeiro de 1908com "Tristão e Isolda". Nessa época Mahler tinha 48 anos.

Em 1909 Mahler desligou-se do Metropolitan e aceitou contrato de três anos com a recém-organizada Filarmônica de Nova Iorque (New York Philharmonic Orchestra). No ano seguinte por indicação de sua mulher Gustav teve uma consulta com o psicanalista Sigmund Freud. Em 1911 Mahler fica extremamente doente, segundo os médicos da época ele tinha algum tipo de infecção, e em 18 de Maio de 1911, com 50 anos, Gustav Mahler morreu em Viena, então capital do Império Austro-Húngaro.


Mahler hoje é considerado um excelente maestro e um compositor revolucionário, em suas obras Mahler era simplesmente monumental, ele escreveu peças super longas, modificando assim o esquema tradicional da maioria sinfonias, suas obras eram realmente grandiosas, não só na sua sonoridade sombria, inovadora e complexa (complexa mesmo pois em grande parte de sua obra suas músicas são atonias), mas também na sua forma de execução, pois suas sinfonias requiriam um número muito grande de músicos.

Há um “boato” de que essa infecção responsável pela sua morte, fosse um caso de hemorróida aguda, mas isso ja não posso dizer com certeza, foi um professor que me disse, e apesar de confiar nele, não da pra afirmar com certeza, pois dificilmente essa parte vai estar escrita em alguma biografia de sua vida, ou pelo menos esse detalhe.

Sinfonia Nº 06 - 1º Movimento



Abraços, Thiago!

Fonte: Texto redigido pelo Thi com trechos adaptados do Wikipédia, Google Imagens.

9 comentários:

Bia disse...

Olá queridas amigas,
Estou aqui para convidá-las a conhecer meu novo blog especializado em Suspenses Românticos.

Amor, Mistério e Sangue

Espero que gostem e o recebam com muito carinho, assim como vocês sempre fizeram com o Livros de Bia, que também não ficará esquecido!

Bjs

Bah disse...

Nossa, super interessante essa história, mas cá entre nós, essas fotos são de assustar hein? Parece aquelas fotos de filmes de terror que aparece um fantasma no fundo rs...

Kisu!

Desabafando disse...

Não conhecia esse compositor e achei impressionante a quantidade de pessoas na orquestra na foto de 1905. Devia ser algo bonito de escutar pessoalmente.

La Sorcière disse...

Oi Bru e Thiago!
O post ficou excelente, eu realmente adorei!
Vc devia convidá-lo mais vezes, Bru, para escrever sobre música:)
Bjks aos dois,
Alê

La Sorcière disse...

Oi Bru e Thiago!
O post ficou excelente, eu realmente adorei!
Vc devia convidá-lo mais vezes, Bru, para escrever sobre música:)
Bjks aos dois,
Alê

Hi Girl disse...

Olá!
Gosta de cosméticos e maquiagens importadas? A Hi Girl ! foi criada pra você que sonha com os
cosméticos e maquiagens internacionais e não tem coragem de pagar pelos seus preços abusivos nas lojas brasileiras!
Começe a seguir minha lojinha pois em breve ela será inaugurada com um MEGA SORTEIO! E você não vai querer perder
as novidades né?

Já estou te seguindo,
Beijos

KINHA disse...

Olá

Gostaria muito que vc participasse da promoção do blog AMIGA DA MODA, que em parceria com a DUTMY, está sorteando um belo e sexy vestido da marca. Avise suas amigas e seguidoras. Passe lá e confira.
http://amigadamoda.blogspot.com

Beijo

Mayara disse...

tbm achei que as fotos parecem de filme huahuahuah

linda, mais uma vez só tenho a agradecer, pelas visitinhas tão carinhas de sempre :D

beijokas

Bom disse...

Gosto das obras de Mahler. Anos atrás saiu um livro sobre a esposa dele que se chama va Alma Mahler, parece que foi uma mulher inteligente e muito interessante. Belo post. Elisa

Blog Widget by LinkWithin